24 junho 2013

Sob a Redoma - Stephen King

"Em um dia como outro qualquer em Chester’s Mill, no Maine, a pequena cidade é subitamente isolada do resto do mundo por um campo de força invisível. Aviões explodem quando tentam atravessá-lo e pessoas trabalhando em cidades vizinhas são separadas de suas famílias. Ninguém consegue entender o que é esta barreira, de onde ela veio e quando — ou se — ela irá desaparecer."

Stephen King - Sob a Redoma
18º livro do ano.
960 páginas. 1,2kg


TANTOS.PERSONAGENS! Pela quantidade de páginas, de personagens e até pelo enredo quase (eu disse QUASE) pós apocalíptico, me lembrou outro livro do próprio King que li muitos anos atrás: A Dança da Morte. Fiquei tão fascinada que em 4 dias eu li 600 páginas e depois tive que parar - eu simplesmente não queria que o livro acabasse. 
A forma como o King fala dos personagens e da cidade de Chester's Mill depois que uma redoma a isola completamente é sensacional. 
Apesar disso, ainda achei o Dança da Morte melhor. Por quê? Porque aqui alguns personagens e um pouco da história são previsíveis. Tem o mocinho, tem o bandido, tem uma cidade em pânico, isolada e o mundo vê sem poder interferir. Meio Big Brother.

Se você nunca leu Stephen King, NÃO COMECE POR ESSE LIVRO. E se você não curte ficção científica, nem comece. Tem mais de 60 outros livros dele pra você ler.

Enfim... cumpri minha promessa e terminei exatamente no dia do lançamento da série nos EUA. Embora essa seja uma conversa pra um outro post, porque eu estou odiando a série e todas as mudanças na história. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Infelizmente o sistema de comentários do Blogger não é dos melhores, no entanto, eu sempre respondo, e vou adorar saber sua opinião sobre o assunto do post. Para ver minha resposta clique em "notifique-me".

Obrigada!