06 maio 2014

4 mini indicações de leitura

[Antes de iniciar o post propriamente dito, quero deixar claro algumas coisas. Não sou formada em literatura, nem em letras, portanto meu conhecimento e as coisas que falo são o entendimento de um leigo no assunto. Eu adoro livros e adoro ler, mas não sei fazer resenhas nem é esta a intenção do blog. Quando falo sobre livros com vocês, é apenas a minha visão, meus "achismos", vem da minha vontade de dividir com vocês coisas que me leio e me marcam de alguma forma. A internet está cheia de blogs de literatura por aí com conteúdo um pouco mais crítico que o meu, não é mesmo?]

UPDATE: Recuperei algumas fotos que tinha feito pra este post, então decidi colocá-las aqui. :}



Nos últimos meses conheci quatro escritores brasileiros (contemporâneos) fantásticos. Decidi então dedicar este post a eles, e contar qual o contato que tive com sua escrita, resultando assim em quatro mini indicações de leitura.


Daniel Galera não é um nome novo na cena literária brasileira, mas "Até o dia em que o cão morreu" foi meu primeiro contato com o autor, que é de São Paulo mas passou boa parte da vida em Porto Alegre. Eu tinha certa relutância sobre literatura brasileira contemporânea, e foi a partir deste livro que abri um pouco mais minha mente para buscar contato com novos autores. Seu livro é fantástico e impossível de largar antes de terminar. A construção dos personagens (inclusive o cachorro) é deliciosa, e rolou uma identificação muito boa com o protagonista.


Na minha última ida à cidade de São Paulo, aproveitei uma promoção da Fnac e comprei vários livros a preços bem convidativos. Entre eles estava "Sob o céu de agosto", romance policial de estréia do Gustavo Machado. O protagonista também não é o ser mais sociável do mundo, assim como no romance de Galera. Livro com uma narrativa gostosa, que instiga nossa curiosidade e tem um desfecho bem bacana.




Na Fnac também comprei às cegas o "No inferno é sempre assim" da Daniela Langer. É um livro de contos dividido em duas partes: "longe do céu" e "no inferno é sempre assim". Daniela escreve contos de uma forma muito densa e poética, transformando cenários cotidianos em histórias que dificilmente esquecerei. Lembra de alguma cena marcante da sua infância? Ou a tragédia da sua adolescência? Ou aquela história terrível que leu no jornal? Daniela disseca o dia-a-dia, e te entrega enredos dolorosamente bem escritos. Este livro é meu favorito dos quatro, eu sinceramente jamais abrirei mão de tê-lo na minha estante para reler de tempos em tempos.



E por último, um autor um pouco mais "vivido" que os anteriores, já que escreve desde a década de 40. Conhecido como o "vampiro de Curitiba", Dalton Trevisan entrega em suas "Novelas nada exemplares" contos curtos, quase decepados, contendo uma essência que deixa um amargo na boca. Nenhuma história feliz é dita aqui, mas várias ficarão na cabeça por um tempo.

Vocês já leram algum destes autores? Conhecem algum outro nome pra indicar?

4 comentários:

  1. Nossa Anna eu gostei muito do Daniel Galera, eu li dele o Livro "mãos de cavalo" e é simplesmente fantástico, depois eu li "Barba Ensopada de Sangue" que é lindo também, agora o do cão eu ainda não li mas pretendo. Os outros autores ainda não conhecia, mas fiquei bem interessada nos contos da Daniela Langer! Post ótimo esse :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu to com diversos livros dele pra ler também, esses que você citou. O meu de entrada foi esse do Cão porque não sabia como era o estilo dele e foi bem barato, mas agora quero todos.

      O da Daniela curiosamente é o que mais tem despertado a atenção das pessoas que lêem o post! Mas ela escreve bem demais, você não vai se arrepender.

      Obrigada pelo comment! <3

      Excluir
  2. Anna essa suas fotos...vou te dizer viu. PERFEITAS ;)

    ResponderExcluir

Infelizmente o sistema de comentários do Blogger não é dos melhores, no entanto, eu sempre respondo, e vou adorar saber sua opinião sobre o assunto do post. Para ver minha resposta clique em "notifique-me".

Obrigada!